Advertisement
Categorias

Dieta VLCD

Dieta VLCD

Você conhece a dieta VLCD?

O significado da sigla é ‘Very Low Calorie Diet’, traduzido em português como ‘dieta de muito baixa caloria’. Alguns acham radical demais, mas na verdade quando bem aplicada em pacientes selecionados ela tem resultados muito bons e com benefícios interessantes.

Ela consiste em um plano alimentar com 450 ou até máximo de 800 calorias por dia e, geralmente, dura 15 ou até 40 dias. É uma dieta muito utilizada em spas mais indicada para pessoas com obesidade, diabetes, síndrome metabólica e/ou aqueles com o metabolismo muito lento, ou seja, com muita dificuldade de perda de peso.

Recomendo que, para aderir esse plano alimentar, seja necessário a pessoa ser assistida por um médico e/ou nutricionista, já que seu monitoramento de perto é de suma importância

Na VLCD, devemos incluir reposição de micronutrientes (minerais e vitaminas) e quando necessário suplementos nutricionais e existem protocolos com terapias hormonais também dependendo do caso para conter a perda de massa muscular.

Estudos publicados no Diabetes Research and Clinical Practice, em maio 1997, demostraram que 50% dos diabéticos selecionados para o tratamento além de emagrecer consideravelmente melhoraram o perfil metabólico e assim foi suspenso o uso da insulina. Outro estudo publicado na mesma revista, em 2007, acompanhou os pacientes que realizaram a dieta por 30 dias e, após 18 meses do término do tratamento, viu-se que mesmo nos pacientes que tinham reganhado o peso, o perfil metabólico era melhor que os que não fizeram o tratamento.

Outro estudo publicado International Journal of Medical Sciences, em 2011, demostrou que essa dieta associada com suplementação de vitaminas mais um hormônio chamado HCG em baixas doses, além da diminuição de peso significativo, melhorou vários parâmetros da imunidade.

Dieta restrita em calorias, na VLCD a ingestão de proteínas geralmente está proporcionalmente mais alta, porém, não é hiperproteica na quantidade de proteínas.

Friso que o acompanhamento de um profissional habilitado nessa dieta é de extrema importância, afim de que se evite, ou amenize, alguns efeitos colaterais que podem surgir e após o termino da dieta é fundamental que se inicie outro plano alimentar, mais equilibrado, para manutenção ou continuidade do emagrecimento.

Comer doces sem sair da Dieta?

Comer doces sem sair da Dieta

Sim! Isso já é possível com as linhas de suplementos Gourmet: sobremesas nutritivas que não pesam na consciência

Com o verão se aproximando cresce o número de pessoas interessadas em queimar as gordurinhas acumuladas durante os meses de inverno. Com isso, muitas recorrem às academias e tomam uma das decisões mais difíceis: parar de ingerir doces e sobremesas completamente.

A nutricionista Lidiane Muniz Zuntini ressalta que “um dos grandes obstáculos é não sair da linha nos finais de semanas, pois escolhas erradas podem comprometer tudo o que foi conquistado durante a semana”.

Sabemos que uma boa alimentação e atividade física são primordiais quando se pensa em estética, saúde e qualidade de vida. Mas a boa notícia é que hoje em dia não é preciso tanta radicalidade. No mercado já existem linhas variadas de suplementos designados “Gourmet”.

São sobremesas e lanches doces e salgados com grande concentração proteica e que, além de nutritivos, são saborosos. “Minha dica então é que você saboreie uma deliciosa sobremesa sem sair da dieta”, afirma Lidiane.

A sugestão de hoje são duas sobremesas proteicas, ambas da Probiótica:

1- Mousse Protein: Sobremesa pré-pronta, basta adicionar água. Contém Whey protein e 11g de proteína na porção.

 2- Cupcake Protein: Associa proteína concentrada/ isolada e Hidrolisada do soro do leite, além de albumina e caseína micelar. 16g de proteína e apenas 108 kcal por porção.

Fica a dica: “lembre sempre que um bom resultado é fruto de muito esforço e dedicação!”

Conheça o MCT

Conheça o MCT

Entenda o que é MCT

 

Você já ouviu falar ou leu em algum rotulo de suplemento que dizia ter MCT? E ai você sabe o que é esse componente?

 

O MCT também conhecido como Triglicérides de Cadeia Media, ou seja, uma gordura boa que esta a cada dia mais em ascensão entre os praticantes de atividades física, pois melhoram o desempenho durante o exercício já que oferecem energia rapidamente.

 

Por permitirem que haja essa redução no consumo de carboidratos (principalmente aqueles de alto índice glicêmico) podem ser eficientes como complemento em dietas termogênicas e possuem efeitos poupadores de massa muscular.

 

Agora se o seu objetivo é de perder gordura o MCT tem como uma de suas funções de acelerar o metabolismo de repouso, sustentar a taxa metabólica e induz o organismo a queimar mais gordura branca, resultando na perda de peso.

 

Mais este produto é tão funcional que além dessas funções irei apresentar mais algumas:

•  Ação antivirótica, pois destrói a membrana lipídica de muitos vírus;

•  Antibacteriana;

• Antifúngica;

• Anticatabólica.

 

Agora que você já conhece os benefícios do MCT não fique preocupado quando você ler que ele faz parte do seu suplemento de cada dia, pois as empresas estão a cada dia mais preocupadas com a qualidade das “gorduras” adicionadas em seus produtos.

Conheça os alimentos que o previnem o câncer

Conheça os alimentos que o previnem o câncer

Alimente-se bem

 

Essa história de que o alimento é um santo remédio tem certo fundamento, pois eles contém algumas substâncias que são extremamente poderosas na prevenção ou até mesmo no auxilio para a cura de algumas doenças incluindo o Câncer.

 

Frutas Vermelhas: Contém fitonutrientes anticancerígenos, chamados de  antocianinas, que retardam o crescimento de células pré-malignas e essas substancia encontramos no morango, amora e no mirtilo.

 

Outros Alimentos: Que não podem faltar em sua dieta, que além de vitaminas e minerais são fontes de fibras, Brócolis, Couve, Couve-flor, Mostarda, Agrião, Repolho, Tomate, Cenoura.

 

Porém uma questão muito importante é saber aproveitar bem esses nutrientes, por isso a preparação faz parte de seus benefícios, prefira vegetais levemente cozidos ou assado, diminua o sal e dê preferências para temperos mais naturais e não esqueça de dar preferência aos orgânicos ou dê aquela caprichada na higienização.

 

Temperos Funcionais: Por conterem propriedades antibacterianas,  antifúngicas e anticancerígenas, inibem a ligação de elementos carcinógenos ao DNA, são eles a cebola, alho, salsa, manjericão, orégano, açafrão entre outro.

 

Não podemos só falar dos alimentos se não lembrar que a atividade física diária tem um grande poder na redução de risco de câncer em até 10%, mais não se esqueça que a atividade tem que ser diária e pelo menos 30-40minutos.

 

Hoje com a correria do dia dia podemos também optar por suplementos que ajudam a manter nossa saúde sempre em dia. Como por exemplo a Glutamina, que auxilia no fortalecimento do sistema imunológico; a vitamina C  que nos protege contra baixa imunidade, doenças cardiovasculares, doenças dos olhos e  envelhecimento da pele. E segundo a nutróloga Daniela Hueb, a vitamina C ajuda a fortalecer os vasos sanguíneos e a regular os níveis de colesterol.  Entre outros suplementos alimentares funcionais como um mix de antioxidantes e polivitamínicos.

 

Na dúvida procure sempre um profissional da área de nutrição.

Emagreça dormindo!

Emagreça dormindo!

Durma bem e emagreça!

Não há dúvidas que uma boa qualidade do sono é um dos pilares da saúde e longevidade. Vários estudos já demonstraram que pessoas que não dormem bem engordam ou têm maior dificuldade para emagrecer.

Um estudo publicado na ‘Annal Internal Med 2004’ demostrou que apenas duas noites mal dormidas já são capazes de alterar todo o seu metabolismo, aumentado um hormônio que causa fome (Ghrelina) e diminuindo o hormônio que inibe o apetite (Leptina). O resultado é que você acaba comendo 20 % a mais na sua dieta.

Outra pesquisa publicada no ‘American Journal of Nutrition 2011′ provou que, apenas “UMA” noite de má qualidade, já aumenta o consumo de em torno 300 kcal por dia.

Além disso, existem dois fatores hormonais importantíssimos que contribuem para o aumento da gordura. É na hora que estamos dormindo que ocorre o pico de secreção do GH – um hormônio que entre outros benefícios à saúde tem características de queimar gordura e ganhar músculos, sendo assim, poucas horas de sono é igual a menor secreção de GH.

Outro hormônio que está intimamente ligado ao sono é a melatonina. Ela regula o ciclo do sono e da vigília. Uma recente pesquisa publicada na ‘Pineal Research 2014′ demostrou que a deficiência da secreção de melatonina atua em vários mecanismos diferentes que contribuem para regulação do peso, que vão desde diminuição do metabolismo,aumento da resistência à insulina e aumento do apetite. Tudo isso levando ao acúmulo de gordura.

Quer mais? Um pesquisa publicado na ‘Obesity Facts’, em 2012 , demostrou que pessoas que dormiam bem emagreciam mais, comparadas às que não tinham uma boa qualidade do sono, quando submetidos a um tratamento específico para perder peso.

A recomendação do sono varia de indivíduo para indivíduo, mas pode ser de 6 até 10 horas por noite, dependendo do organismo.

20 dicas para manter a Flora Intestinal saudável!

20 dicas para manter a Flora Intestinal saudável!

Hoje na Parte 1 vou dar 10 dicas!

 

Parte 1:
1-Evite uso de antibióticos desnecessários, podem matar as bactérias ruins e boas também.

2- Beber, no mínimo, 2 a 3 litros de água dia: a hidratação da mucosa intestinal é fundamental para o bom funcionamento dele.

3- Consuma em torno de 30 gramas de fibras por dia.

4- Evite alimentos que você seja intolerante, pois o primeiro lugar de contato é o tubo digestivo, alterando sua permeabilidade e flora também.

5- Evite leite e derivados, principalmente os ricos em lactose e caseína.
A lactose e a caseína são campeões de intolerância alimentar e consequente alteração do intestino.

6- Evite o glúten, pois é proteína que não é absorvida que tem uma característica física de ser tipo uma cola (chiclete). Sua ingestão exagerada pode predispor à disbiose intestinal (desregulação das bactérias). Algumas pessoas que têm doença celíaca (uma doença autoimune) fazem uma reação muito exacerbada a essa proteína, podendo até destruir toda a parede intestinal.

7- Nutra o seu intestino. O aminoácido mais importante para intestino delgado é a glutamina, já para o intestino grosso é um ácido graxo de cadeia curta, o Butirato. Alimentos ricos em glutamina são: peixes, aves, carnes, ovos, couve, espinafre e brócolis.
Já o butirato está presente na manteiga, de preferência a clarificada (Ghee), que não possui lactose.

8- Evite açúcar e carboidratos, especialmente os refinados: o açúcar é combustível para crescimento de fungos no tubo digestivo, desequilibrando sua flora.

9- Uso de fibras insolúveis como pré-bióticos é bem-vindo, pois elas auxiliam no crescimento de bactérias saudáveis, além de aumentar a produção natural dos nutrientes intestinais.

10- Lactobacilos não são sinônimos de Yakult, onde só possui um tipo de cepa o (L.casei), mas existem inúmeros tipos diferentes como bifidium, lactis, rhamnosus, paracasei, streptofaecium, bulgaricum, Reuteri, e etc. A dose exata e qual utilizar deve ser orientada por um profissional da área.